Prótese »

Próteses - O que são e seus tipos

 

Prótese é um artifício usado pelo dentista para substituir um ou mais dentes ausentes na boca, podendo ser confeccionadas em metal, resina ou cerâmica. As próteses são de grande importância para a saúde bucal, uma vez que, substituem um dente perdido ou fraturado, fecham espaços pequenos e grandes na boca impedindo que os outros dentes girem ou até mesmo ocupem o lugar do ausente. Porém o uso de uma prótese requer uma atenção dobrada do paciente para a higienização bucal, visando sua duração. A duração de uma prótese, seja ela de qualquer tipo, depende de fatores como saúde gengival e óssea, além de constante supervisão do dentista.

 

Os tipos de próteses

 

As próteses podem ser removíveis (o paciente pode remover da boca a hora em que desejar) ou fixas (cimentadas pelo dentista e só o mesmo pode remover). Podem ser ainda totais (substituem todos os dentes), parciais (substituem alguns dentes) e unitárias (substituem um dente).

É a prótese que substitui um único dente, porém esse deve estar somente parte do dente fraturado e ter a raiz. Na grande maioria dos casos são colocados pinos metálicos no interior da raiz para reforçar sua sustentação. Podem ser em cerâmica pura, metalo-cerâmica ou metal puro.

 

Para a confecção de uma coroa são seguidos alguns importantes passos, desde o preparo do dente a ser colocado a coroa ou bloco, colocação de uma coroa provisória em resina, moldagem e cimentação definitiva da peça. A figura ao lado exemplifica os procedimentos a serem realizados.

 

Prótese fixa parcial (ponte)

 

É a prótese que substitui mais de um dente, sendo que há um espaço vazio de um dente extraído e os dentes vizinhos serão usados como sustentação desse dente ausente, ou seja, os dentes vizinhos serão preparados como se fossem receber uma coroa unitária, são chamados de pilares, mas serão colados com o dente a ser substituído, são chamados de pôntico. Na figura abaixo isto é exemplificado.

Próteses sobre Implantes

 

Próteses são artifícios para a substituição de dentes perdidos. As próteses convencionais utilizam como base as raízes dentárias remanescentes. Quando essas raízes estão comprometidas de maneira a não mais sustentar uma prótese convencional, o Cirurgião Dentista pode indicar diversos tratamentos para a reabilitação do dente perdido para o paciente e dentre eles estão as próteses sobre implante.

Porém a indicação de implantes dentários deve ser precedida de uma avaliação criteriosa composta por uma equipe composta por Implantodontista, Periodontista e Protesista. Os dois primeiros irão avaliar a parte óssea e gengival com a ajuda de tomografia computadorizada e exames clínicos; o Protesista irá avaliar os espaços existentes e planejar o melhor tipo de prótese e provisório que o paciente irá utilizar.

No dia da cirurgia irei sair do consultório com dente?

               

Depende da situação clinica do paciente. “Alguns pontos devem ser esclarecidos antes de definir o uso de carga imediata sobre um implante”, diz a Dra. Katiúscia Nunes.

Carga imediata é a aplicação de carga em cima de um implante recém instalado com uso de um dente provisório, sendo bem aceitos fisiologicamente em dentes anteriores ou próteses múltiplas (próteses com mais de um dente unidos). Em dentes posteriores, a carga imediata não é bem aceita fisiologicamente, logo são sugeridas ao paciente outras maneiras de reabilitar provisoriamente a área enquanto ocorre a cicatrização do implante, como prótese acrílica removível ou prótese adesiva.

 

 

Quanto tempo após a cirurgia irei colocar a prótese definitiva?

 

A osseointegração ou cicatrização do implante ao osso pode durar entre 4 a 8 meses, dependendo do tipo de osso ou de fatores biológicos do paciente. Após esse período é feita a exposição do implante para colocação do pilar definitivo que irá sustentar a prótese.

A Dra. Katiúscia Nunes afirma ser de fundamental importância à gengiva estar saudável e sem sangramentos no momento da instalação da prótese definitiva. “Uma gengiva mal condicionada abre portas para milhares de bactérias infiltrar entre a prótese e o implante podendo ocasionar perda óssea ao redor do implante ou até mesmo retração gengival e perda na estética”, afirma ainda.

Quanto tempo após a cirurgia irei colocar a prótese definitiva?

 

A osseointegração ou cicatrização do implante ao osso pode durar entre 4 a 8 meses, dependendo do tipo de osso ou de fatores biológicos do paciente. Após esse período é feita a exposição do implante para colocação do pilar definitivo que irá sustentar a prótese.

A Dra. Katiúscia Nunes afirma ser de fundamental importância à gengiva estar saudável e sem sangramentos no momento da instalação da prótese definitiva. “Uma gengiva mal condicionada abre portas para milhares de bactérias infiltrar entre a prótese e o implante podendo ocasionar perda óssea ao redor do implante ou até mesmo retração gengival e perda na estética”, afirma ainda.

Prótese » Saiba mais